Lars Grael vem de uma família de velejadores. Seu irmão Torben é também um supercampeão e seus tios Axel e Erik Schmidt foram os primeiros brasileiros a vencer um mundial de iatismo.

Como velejador, Lars alcançou muitas vitórias, mas nunca se contentou em vencer sozinho, por isso sempre se preocupou com o lado social do esporte. Mesmo antes de se tornar um dirigente esportivo de renome nacional ele e o Torben criaram em Niterói um projeto social que serviu de base para muitos outros que existem em todo o país.

Devido a sua trajetória olímpica, o acidente que sofreu, sua superação e sua visão política, Lars desperta o interesse de muita gente.

Como forma de compartilhar sua experiência e contar um pouco do que viveu nos períodos de glória do esporte, nos dias de angustia e medo do acidente que quase lhe tirou a vida e na superação dos traumas e obstáculos naturais que um amputado de perna sofre, Lars escreveu o livro "A Saga de Um Campeão".