A criatividade é ferramenta diferencial num mundo em constante transformação. Através do uso da linguagem do Clown e do Improviso, Márcio Ballas mostra, de forma lúdica, alguns recursos para um olhar criativo: aceitação das idéias e do Outro, aprender a lidar com o erro e lidar com o novo.