Míriam Leitão começou a trabalhar em jornais e rádios no Espírito Santo no início dos anos 70, período no qual passou alguns meses na prisão por opiniões contra a ditadura. Na mesma época, passou alguns meses na prisão por militância contra a ditadura militar.

Em 1977, foi para Brasília onde atuou durante cinco anos como repórter de assuntos diplomáticos da Gazeta Mercantil.

Em São Paulo, já no início dos anos 80, trabalhou na Editoria de Brasil da Veja e foi repórter e entrevistadora da Abril Vídeo.

Jornalista das Organizações Globo, desde 1991, onde assina coluna diária no O Globo, que é republicada em diversos jornais do país.

Sempre atenta aos acontecimentos econômicos nacionais, ela é comentarista em vários programas de notícias, entre outros, Espaço Aberto na Globonews, na Rádio CBN (onde faz dois comentários diários), no telejornal Bom Dia Brasil e no Globo Online.

Considerada uma das maiores e mais respeitadas jornalistas brasileiras, Miriam Leitão trata em suas palestras de temas sobre o cenário atual e perspectivas relacionadas ao governo, política e economia.